20 de setembro de 2010

Corda Bamba


E talvez um dia eu sente com as crianças e conte todas as histórias que me aconteceu. Conte dos amores inventados, dos sonhos semi-realizados, das bobeiras à luz da lua, das canções e frases nuas.
E quem sabe lá na frente nada disso me comova tanto mais. E eu nem sinta dor... simplesmente prossiga e dê alguma risada lembrando de tudo que rolou.
Enquanto eu ando, meus pés parecem balançar, o chão parece uma corda bamba, como se eu pudesse cair a qualquer momento, mas aí que é a graça! Andar no imóvel é fácil, acaba rápido... Mas andar na "bamba" exige equilíbrio, manter quase firme o passo. E é isso que precisa acontecer!
Procurar o equilíbrio para não cair do alto. Sentir o vento forte e não deixar que nos leve com o seu abraço, ver a dificuldade, sentir o medo de cair mas mesmo assim achar forças para prosseguir.
E talvez lá na frente eu sinta um frescor no rosto e orgulho por ter conseguido atravessar a corda, e tenha uma quase saudade das complicanças do meu ser "eterna criança".
E dizem que anjos palhaços só se satisfazem com o sorriso do outro, com a sua alegria... E eu já devia ter acostumado com o "só isso" que na verdade é muita coisa, só que o meu eu ainda não conseguiu ver.
Vou andando, cambaleando pela corda bamba da vida, sem me deixar cair, sem deixar a alegria de sentir, sem fazer o outro parar de sorrir... Não posso parar, muito menos voltar.
Deixarei meu passo ir um depois do outro e meu coração na minha mão, respirando um pouco. Vou curar suas feridas e deixá-lo falar sem que eu insistas em fazê-lo amar assim, tão depressa.

5 comentários:

Emi disse...

Lindo texto, minha conterrânea. As dificuldades muitas vezes revelam o duradouro, o que realmente vale a pena!
Beijoos!

Daninha disse...

E se cair da corda, levanta e começa de novo ><

Henrique Miné disse...

problema é que a travessia nunca acaba.

Quer dizer, acabar acaba, mas no final dela não tem ninguém pra conversar.

Eu acho, né...

Pérola Anjos disse...

E quanto mais bamba, mais samba, mais intensa, mais...

Gostei muito do teu cantinho!

Beijos!

Carolina Hermanas disse...

Concordo, é bem mais díficil andar com cuidado pela corda bamba.Eu já caí muitas vezes, mas o importante é sempre tentar de novo e novo :/

-

Beeijão :)