24 de março de 2013

Meu impulso


E seu eu quiser pular?
Todo mundo fica gritando no meu ouvido que eu vou cair, me machucar, que não vai rolar, que eu preciso me amadurecer, que eu preciso esperar.
Mas eu quero, agora!
Não adianta me dizer que eu preciso de asas se você não consegue enxergar que eu sei voar.
Eu sei chegar no topo do céu e, acredite meu bem, nada além me ajuda com isso.
Consigo porque alguém que me olha lá de cima dos céus quis assim.
E sabe de uma coisa? Se eu não der esse impulso agora, e pular, quem vai me garantir que eu posso ou não posso mesmo voar?
Me deixa.... O impulso eu vou dar.
Depois eu te digo qual é a sensação de poder tirar os pés do chão.

6 comentários:

Suzana Martins disse...

Pular, é um voo sem asas, é sensação inexplicável. Pular é voar pela imaginação.

Abreijos!!

Faby Oliveira disse...

Costumo sempre dizer que tenho uma intuição muito forte, e me parece que as pessoas não levam isso muito à sério. E acontece que quando não sigo esta intuição quase sempre me dou mal,ela me leva a dar esses pulos que dão medo de se machucar, mas posso te dizer que vale muito a pena pular. Mesmo que a gente se machuque, podemos juntar os caquinhos e construir algo novo, o importante é não sentir a sensação de frustração por não ter saltado. Melhor é a sensação de queda livre. Espero neste comentário estar em sintonia com o que vc quis dizer, ou talvez não né?! Abração!!!

Lê Fernand's disse...

das coisas que todos precisamos passar.


se joga.
bj meu

Gabriela Andrade disse...

Já diziam os sábios que confiança é tudo não é mesmo?

Gostei do layout do seu blog, simples e fashion :)

Beijos!

Renan Mendes disse...

Só vai. Ninguém, às vezes nem nós mesmos, sabemos quando a hora certa de tentar algo. Então vai e tenta, quem sabe a gente acerta. E se errar, pelo menos a gente aprende alguma coisa, nem que seja apenas que aquela era a hora errada.

Rafael Ayala disse...

É isso aí! Tem coisas que só dá pra saber como é, se vai dar certo ou não, fazendo. É simples. Conselho é um negócio que escutamos, não damos ouvidos e depois passamos para frente... Voa, vai longe! Se não der certo, tenta de novo!

Beijos e abraços!
=]