26 de novembro de 2009

Te dou uma estrela


Eu estava passando pela praia à noite...
Eu não estava bem, precisava pisar na areia e ouvir aquele barulho das ondas.
Foi aí que ao longe eu vi uma garotinha. Ela estava deitada na areia olhando para o céu com um sorriso lindo.
Cheguei mais perto e sentei ao seu lado, ela continuou olhando para o céu com um sorriso, e eu não quis atrapalhá-la.
Ela me passava uma energia tão boa, uma felicidade e uma serenidade que eu nunca tinha
sentido antes.
- Como eu queria uma. - Ela falou de repente.
Eu olhei para ela e quis saber do que falava.
- Uma o quê?
- Uma estrela. Ela tinha suspirado, parecia que o céu dava a ela algo que ninguém mais podia.
Olhei para o céu e vi como estava lindo. Deitei ao lado da garotinha e fiquei um minuto pensando.
- Se você quiser eu roubo uma para você. - Eu disse.
Ela riu.
- Eu tô falando serio. Você duvida é?
- Não sei.
Ela duvidava sim. Ri sozinha.
- Eu vou te dar uma sim, PROMETO.
Ela parou de olhar para o céu e olhou nos meus olhos e como seus olhos brilhavam!
Continuei:
- Quando eu te der ela, você tem que guardar em um lugar só seu, e toda noite ela vai brilhar só para você. E ela vai guiar os seus caminhos e te proteger de todo o mal. Toda vez que olhar para ela lembre-se de mim, porque ela é como um lembrete meu para você, lembrete que diz que você é uma garotinha especial e que eu sempre estarei olhando por você.
A garotinha me agradeceu e me pediu para eu nunca me afastar dela.
Como me afastaria de um uma mocinha tão especial?
Continuamos as duas deitadas olhando aquele céu lindo, e mais tarde eu lhe dei uma estrela.
Você acredita?

14 comentários:

Anônimo disse...

eu acredito.

Bami disse...

Sim, eu acredito! Eu tenho uma estrela guardada em um lugar especial, que me guia e me protege. É uma estrela que vive dentro de mim e me faz ser quem eu sou.
Olhar o céu é mesmo tudo de bom!
Amei o conto. *-*
Bjooss

Erica Ferro disse...

Que lindo seu mini-conto, queridona.

Adorei!

E eu acredito.

Um beijo.

P.s: Nem preciso agradecer por teus comentários sempre atenciosos, né? Adoro-os. ;*

Fernanda disse...

e é possivel não acreditar?

Ana Flavya disse...

que lindo *-* que lindo *-*
chorei, fato.

é sempre possivel, o impossivel é palavra fora do dicionário dos sonhadores e dos que tem esperança.

Henrique Miné disse...

depende.

se os olhos da personagem brilharam ao ver a garota como os dela brilhavam, o presente ja estava entregue.

beeeeijos.

Natália Corrêa disse...

Eu não só acredito, como quero uma estrela também. Rouba uma pra mim?

Felipe disse...

Eu acredito.
Gostei muito de ler esse texto, porque eu mesmo já fiz coisa parecida. Quando era mais novo, resolvi que ia pegar uma estrela pra mim, e peguei. Peguei sério mesmo! Escolhi uma e decidi que era minha, decorei onde ficava e toda vez que me apetecia, eu procurava até encontrar.
Tive essa ideia por culpa de um professor que me contou uma história de um rapaz que mostrou uma flor em um jardim pra namorada e disse "é sua". Só que ele não colheu pra ela, a flor ficou lá. Eu acho isso importante.
Por me fazer lembrar de tudo isso, acho que o seu texto é o melhor que eu li essa semana. Thanks!


abraços

Varda disse...

Que lindo

Matheus disse...

Como não acreditar? Parece muito sincero e lembrei de uma história que vem sendo contada diariamente a mim, obrigado!

Ana disse...

Nunca quis uma estrela, mas já quis, quero e sempre vou querer o mar.

Temos uma relação fictícia encantadora.

Isabella disse...

Acho que sempre o que quero é o inalcansavel... e sempre que penso ter alcançado, simplesmente sai do meu alcance... UAAHSUHSAUHASH.

Bonita homenagem.

Agatha disse...

Devo acreditar, caso contrario não valeria a pena viver sem fantasia. O problema é que eu quero sempre mais, entretanto não acho que seja ruim afinal acabei conseguindo uma estrela pra mim, o meu sol...

Um beijo.

Caroline Farias disse...

Eu acredito!
a estrela traz a mágiaa *---*

Desculpa meu sumiço, vou tentar não sumir novamente!

beeijo ;**