21 de abril de 2010

A felicidade vem...


Sabe quando tudo parece perdido?
Era um dia onde eu só queria chorar sozinha, queria ficar num canto, sem ver e olhar para ninguém. Mas tive que sair.
O céu parecia refletir o meu sofrimento, as nuvens eram de um cinza escuro onde fazia a noite parecer com aquelas de filme de terror.
A chuva começou, logo quando eu estava prestes a saltar no meu ponto.
"Brincadeira!" - É, eu estava irritada, e me molhar não era minha opção naquele momento.
Desci correndo do ônibus e parei no primeiro lugar que achei para me abrigar da chuva.
Estava tentando me consentrar em algo para que aquele frio e tristeza iminente saíssem de mim.
Foi quando de repente, vi ao longe um ser que me chamou muita atenção.
Era uma mocinha com uma camisa verde, linda!
Ela estava andando no meio da rua, no meio daquela maldita chuva!
Incrível que quando eu menos quero que me notem acontece exatamente o contrário, e a menina de camisa verde logo notou a minha tristeza e como um surto pegou minha mão e me levou pra correr na chuva com ela.
-Você está louca? Perguntei ainda assustada.
- Calma, sinta a chuva, vem, devagar... sinta a magia do momento.
Eu olhei pra ela, devia ser mais uma louca...! Eu estava toda molhada, eu ia pegar uma gripe.
Mas ela estava lá, de olhos fechados e com um sorriso de orelha a orelha... ela estava feliz sentindo cada toque de água na sua pele.
Fiz o que ela mandou e senti a água tocando em mim, ao mesmo tempo que ela escorria pela minhas roupas levava consigo toda a tristeza e dor da minha mente e coração.
Ela se despediu e deixou comigo um espírito diferente.
Era uma menina louca sim, mas louca com alma de anjo.
Os dias se passaram e outras dores vieram tentar me abalar.
Caí quando menos esperei.
Mas aí, mais uma vez aprendi lições de um menino homem...! Lições que me fizeram me confortar um pouco mais com toda aquela situação.
E um outro anjo, um anjo mais novo veio e pousou do meu lado. Anjo mais lindo, sorriso mais sereno... palhaço! Me fez caras e bocas pra me tirar sorriso, segurou a minha mão e prometeu ficar pra sempre do meu lado. Nem consegui sentir falta de outra coisa com esse anjo mais novo.
Além desse anjo, veio também uma amiga, amiga que Deus me deu de presente, que de forma inesperada está do meu lado, me fazendo rir de bobeiras, me ajudando sempre que preciso.
Pessoas especiais me rodeiam, me fazendo acreditar cada vez mais no que se tem mais importância... no valor das pequenas grandes riquezas da vida.
Me fazendo fazer de cada dia meu, um dia feliz.

"...posso ver uma luz lá no fim, será que alguém ainda olha por mim? Não me culpe por não ser igual, carrego a verdade no olhar..."

Agora, não tenho tempo para tristezas. Quero ser feliz, quero fazer com que tudo dê certo.
Que aconteça...

8 comentários:

Henrique Miné disse...

nossa, a maneira como vc descreve a realidade por meio dessas metáforas é simplesmente genial, parabéns! =)

beeeeeeijos.

Caroline Farias disse...

Me arrepiei toda lendo...
muito lindo como sempre!

beeijo

Larissa disse...

Muito bom, gostei. Linda a sua forma de dizer que a menina era umalouca com alma de anjo. Quem dera se aparecessem criaturas assim na vida de todos nós. Nos ensinam tanto, nos cativam tanto, nos modificam tanto.

Li hoje a sua postagem anterior, e não sei mesmo o que te dizer. Só que sinta, não camufle, dê-se o direito de ter essa saudade imensa e essa dor que aperta, e lembre dele sempre, porque parece mesmo ter sido uma pessoa incrível. Suas palavras foram generosas e sensiveis, foi emocionante.

Beijo, querida! E obrigada pelo comentário em meu blog, e pela propaganda em seu twitter.

Emi disse...

Você não tem noção do que esse texto me causou. Eu precisava mesmo ler isso AGORA!
Beijos, querida!
Obrigada pelo primor que é esse blog!

Gessy disse...

Emocionei-me, de certa forma, ao ler o texto. E esses "anjos" em nossas vidas, o que dizer deles...

Beijos.

Ana Flavya disse...

o que seria de nós sem esses anjos que a vida nos manda? perfeição de texto *--*

Erica Ferro disse...

Vai dar certo, pois tu farás que dê certo!

Beijo.

Regina disse...

E que eu tenha a mesma coragem, de desistir das tristezas e partir sem medo a felicidade.
Adorei o texto. Motivador. Te sigo, beijo.