1 de abril de 2011

Dia 21


Não imaginei que seria assim.
Estava há séculos pedindo aos céus alguém que estivesse comigo, mas nunca pensei que você chegaria assim: DO NADA.
E é TÃO BOM estar com você.
Seu cheiro, seu toque, seu sorriso lindo, seus olhos concentrados em mim, seu jeito bobo (como você sempre me diz), nossas mãos juntas brincando de pega-pega.
Lembra da primeira vez? Algo tão simples, tão cotidiano, se tornou como um conto de fadas pra mim. Domingo-13, dia com meu número da sorte, a chuva vinha e voltava, você estar perto do nada, beijú, um carro e uma rua qualquer. Ficamos discutindo se aquela casa ao lado era de Ballet ou se era algo com Beleza. Algo que estava ali na nossa frente mas que falávamos só para disfarçar, sabíamos que a nossa vontade era poder finalmente juntar nossos lábios em um só e poder descobrir o sabor daquilo tudo. E assim foi.
E hoje me vejo pensando em você sentindo um misto de coisas. Uma saudade enorme e uma vontade sem tamanho de te ter por perto, SEMPRE.
Sabe como é? Aquilo é tão bom que a gente tem vontade de colocar dentro daquele nosso potinho colorido e levar para todo canto. Deixar sempre por perto, porque se a gente não acreditar que aquilo existe, de tão bom que é, é só abrir o potinho.
Não sei explicar direito, mas há algo em seus olhos que me diz que seremos muito felizes. Algo que me diz que é o caminho certo. E eu vou seguir… até que isso tudo possa se tornar ainda maior e já não caiba mais em mim.
Não acho nada de mal em ser feliz… e é isso que você está me causando: FELICIDADE.
É que você me faz querer nunca sair de perto dos seus olhos, nunca deixar as suas mãos.
Ainda não sei bem o que é isso tudo, ou como se chama… mas acho que sei no que pode transformar. E quer saber? É justamente para que isso aconteça que estou torcendo.




(lembra?)

10 comentários:

rafaela ivo, disse...

É tão bom ficar assim, tão bem! E tem selinho pra ti no meu blog. Beijão!

Val_mendonca disse...

Uau!!!! Amei!!!

Marcelo Mayer disse...

o retrato de quem ama é a cama, o lençol e o cobertor

Erica Ferro disse...

Jéssica, lindo, lindo e lindo!

Eu queria ter alguém pra dizer todas essas coisas, pra amar com toda a minha alma...
Ah, será que um dia terei alguém assim?

Felicidades a você, sempre!

Beijo.

Maiara disse...

Tão romântico... O amor é mesmo encantador, é claro que tudo tem os seus lados, mas direi que são esses momentos os que valem a pena de verdade, e a importância dos mesmos cegam a nossa visão para o lado doloroso desse sentimento sentido por tantos, e almejado por muitos.

Ah, voltarei aqui mais vezes. Gostei do espaço.

Um beijo.

Rafael Ayala disse...

Acredita nesses olhos, tenho certeza de que eles não estão mentindo.
Sentimento bom, né? Ai, ai... Aproveita!

E, poxa, valeu pelas palavras carinhosas hehehe

Beijos!
=]

Minne disse...

Que encanto, queria eu sentir isso hoje. Teu texto foi como um baldinho de felicidade, cairam corações dele, foi lindo. E vai sem medo, se arrisca e vê no que dá, temos mais é que tentar.

Erica Vittorazzi disse...

Aproveita mesmo!! Que eu torço do lado de cá também.


beijos

Fernand's disse...

é isso mesmo... se a gente alimenta, babau: amor na certa!

viva!



adoro números ímpares.
bjsmeus

Vanessa disse...

O amor é tão lindo *-*
Provei desta sensação uma ves depois o tempo jogou o fora, e agora não sei quando o tempo me trará outro, mas não tenho presa.
Por isso eu digo viva essa sensação ao maximo.