30 de março de 2011

Menininha

Sabe o que eu não entendo? Você fugir da sua felicidade.
Conheci pessoas que fugiram da pressão, do medo, da imposição... mas todas essas iam atrás da felicidade.
Você é quase um mistério pra mim. Mistério que eu conheço bem, mas que tem curvas e sombras que me deixam confusa.
As vezes tenho vontade de sentar com você e te dar lições sobre escolher a nossa felicidade antes da dos outros. Mas você parece tão certa de que fazer o outro feliz te deixará bem. E você vem me fingindo tanta força que acho graça da sua vontade de querer fazer o correto para o outro, sendo que está morrendo por dentro.
Mas o que me preocupa é saber até onde você aguentará. Até onde suportará e até quando a felicidade insistirá em te procurar mesmo você não dando muito bola pra ela.
Quero achar graça do seu atrevimento pela felicidade. Um dia entenderá, menininha, que a felicidade vem de dor mesmo, mas que ela, somente ela nos completa. É isso que vale.
A vida é só uma, pelo menos essa que você vive, não a desperdice. Viva, atreva-se, e por favor, atenda a felicidade que está desesperada atrás de você.
Dê somente uma chance e eu tenho certeza que jamais irá se arrepender.



6 comentários:

Fernand's disse...

o pior cego é mesmo aquele que não quer ver...



bjsmeus

rafaela ivo, disse...

Assim eu espero que seja! Basta algumas dozes, e tudo bem! Rs

Varrendo a lua disse...

Me identifiquei bastante,
sempre busco a felicidade de outrém primeiro, e acabo me esquecendo, não sei ao certo se é defeito, mas sempre acabo encontrando desculpa pra me colocar em segundo plano :S.

Adoro seus textos ;**

Natália Corrêa disse...

Por que a felicidade não corre atrás de mim também?

Seek Happiness (I give up)❤ disse...

se achas bem, então fa-lo tambem (:

David Lateffe disse...

Depois não adianta chorar pelo leite derramado, né?