16 de junho de 2011

2º mês


Esse é o segundo mês de testemunha. Testemunha do quê?
Sente um pouco, irei te contar uma história.
Há muito tempo atrás acreditava-se que certos seres mágicos residentes dos céus vinham até a Terra para glorificar o mundanismo, dá um pouco de brilho à imperfeição.
Certos seres são tão especiais, que dizem que possuem duas almas. Mas, venhamos e convenhamos que do céu até aqui embaixo na Terra a viagem é um pouco longa, e no caminho, um desses seres mágicos de duas almas foi dividido e suas almas se separaram.
Uma germinou quatro anos na frente da outra... 
As almas não lembravam bem de tudo que acontecera, e do que eram. Mas passavam-se anos, dias e elas percebiam que alguma coisa faltava. Encontraram-se com outros seres, tentaram se encaixar, mas sempre falharam, sempre se machucaram. Já viu alguma peça errada encaixar no quebra-cabeça? Tudo que conseguiram foram feridas e rachaduras.
Não sabiam o que acontecia, mas havia um vazio dentro do seu ser.
Até que em um certo dia, meio que ao acaso uma das almas ouviu falar da outra, e no mesmo instante algo a fez estremecer. Pouco tempo se passou e as almas vieram a se "conhecer", e naquele instante, em meio a pessoas apressadas, elas puderam ver dentro dos seus olhos que acabavam de encontrar o que lhe faltava.
E hoje, depois de alguns dias juntas, elas sabem que não foi um encontro ao léu, foi um reencontro perfeito que juntou duas almas em um único ser. 
Enfim, se sentem completas.
E assim vai... Dias, meses e anos passarão, junto com a lua, o mar, as estrelas e todo ser que por aqui existir, mas o amor que há entre as duas almas se eternizará.
E esse é o segundo mês que as almas puderam passar juntas novamente.
É um amor que não dá pra contar, se fosse por estrelas elas iriam faltar, e as gotas d'água do mar seriam como uma poça no meio da rua...
Tem certas coisas que não dão para explicar, só se sente.
Vem do céu, tem mel... e aí você verá mais à frente que existirá o mais lindo conto de fadas do mundo.
A história das duas almas que se reencontraram aqui, em meio a tantos outros, depois de tamanha separação.
É que o amor fala mais alto, não tem jeito. 
Não importa onde se vai, ele sempre vai atrás.

8 comentários:

Anônimo disse...

Essas almas estão predestinadas a eternidade juntas.
Nossas almas se completam e nossos corações se precisam, são metades quando estamos longe e inteiros quando juntas estamos.
Minha vida, meu amoor.
FOREVER ♥


Pizzi

Fernand's disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Fernand's disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Fernand's disse...

minha alma está predestinada à outra. mesmo em meio ao desencontro, a gente sempre se encontra.



=)


bjsmeus

Mau disse...

"Essas almas estão predestinadas a eternidade juntas.
Nossas almas se completam e nossos corações se precisam, são metades quando estamos longe e inteiros quando juntas estamos.
Minha vida, meu amoor.
FOREVER ♥


Pizzi

16 de junho de 2011 07:50"

Isso foi bonito o.O

Rafael Ayala disse...

E que ele fale mais alto, que ele grite! Texto muito bonito, mesmo.
E que seja o segundo de toda uma vida.
E que o amor possa sempre acompanhar, sempre!

A paixão, o amor, quando chega, Ê ê, coisa mais bonita!

Beijos!
=]

maria elis disse...

tem coisas que nem o destino é capaz de separar (:

beijas :*

. disse...

Eu me emocionei! É seu o texto?