7 de agosto de 2012

E só de te ver eu penso em trocar a minha TV em um jeito de te levar a qualquer lugar que você queira, e ir onde o vento for ♪


Eu posso parecer uma eterna apaixonada, e acredito que muita gente deve achar que tudo que eu escrevo pelas redes sociais é só um excesso da minha sensibilidade e doçura aguçada. É, eu sou doce. Mas não sou mentirosa. Muito menos escreveria coisas que soariam boas para os olhos alheios, se o que eu escrevo é somente para mim, por mim. Escrevo para registrar um momento, seja ele apenas um segundo ou um ano inteiro. Eu eternizo meus sonhos reais em palavras, e não acho que seja certo duvidarem do que escrevo. Mas se quiserem fazer assim, continuem. Não muda em nada o que eu sinto. Eu sei que parece mais uma história inventada pela minha cabeça de contos de fadas. Mas o que eu posso fazer se toda vez que eu te olho, em uma das nossas ações rotineiras - como essa onde você está lendo o livro que me deu de presente de aniversário enquanto eu fico perambulando pela internet - eu fico boba e agradecendo a Deus baixinho por a nossa vida existir bem desse jeitinho? Eu sei que a gente ainda não conseguiu educar nossa cachorrinha, e ela não cansa de fazer o segundo quarto de banheiro. Mas o quê que tem? A gente não consegue ignorar o fato dela ser nossa 'filha' e fazer parte dessa nossa vida que, pode ter todos os defeitos do mundo, mas é a nossa perfeita vida. Só a gente sabe o quanto tivemos que fazer das tripas coração para chegar aonde estamos. Ninguém sabe o que passamos e muito menos o gosto de começar a vida com sanduíche de queijo e presunto. Eu sei também que o dia a dia pode nos acomodar, e o estar junto não parece mais a estréia daquele filme favorito. Mas isso não quer dizer que nossos corações batem normalmente quando dormimos naquele nosso abraço, ou que nosso riso não é o mais feliz do mundo quando a gente fica brincando na nossa cama, e você vive querendo ganhar de mim - acredite, eu sou mais forte, só deixo você ganhar sempre e me fazer cócegas até eu morrer de rir porque eu quero te ver feliz. Só quero que saiba, amor, que apesar das imperfeições corriqueiras, dos bicos, muxoxos, do respirar mais fundo ou do "bater de coisas", nós somos a perfeição para a nossa vida. Qualquer um que vê sabe, nem tem o que dizer. E torço para que as nossas noites continuem cheias de dengos, e nossas manhãs também. Que nossos dias sejam corridos, trabalhosos, e que sempre cheguemos em casa e encontremos nossa filha nos recebendo cheia de alegria. Que nossas baboseiras continuem na geladeira e que nossos banhos sejam sempre divertidos. Nossos risos serão sempre eternos e nosso amor já se consagrou. Sou encantada por estar do seu lado. Muito obrigada.

2 comentários:

Luana Ferrari disse...

Mto lindo o texto... Parabéns pras duas! =)

Nati disse...

O amor nos transforma, nos mostra coisas que nunca imaginamos que pudesse existir. Te confesso que antes eu tinha pavor de relacionamentos, mas descobri que era por puro medo.

São 7 anos de idas e vindas, e dia 22/08 completamos 3 meses de retorno de namoro. Te digo que to feliz, to bem, achei que iria enjoar que nem nas outras vezes, porém agora é diferente, temos maturidade o suficiente para manter o nosso relacionamento intacto e bom como está no momento, tenho medo que um dia acabe, tomara que não acabe e nem piore, que continue assim e melhore.

Beijo