26 de julho de 2010

Viver é isso


Cheguei e a cabeça tava pesada, foi aí que, assim que abrir a porta do carro senti o vento frio bagunçar os meus cabelos...
Era como um beijo de boas vindas dos anjos.
Logo tirei dos pés a sandália, e me fiz criança de novo. Senti a areia e a grama correndo debaixo de mim, enquanto o ar me acolhia e meus olhos se enchiam de deslumbre vendo a mais linda obra de arte.
A paz que eu precisava estava alí, e como pensar em coisas tristes vendo algo tão bonito? Vendo o mar, o rio, a areia, a grama, os coqueiros longe?
E do meu lado passavam pessoas tão livres delas mesmas, cabelos ao vento, pés descalços, sorriso no rosto, cordões e pulseiras feitos à mão, violão nas costas e entoavam uma canção.
Por várias vezes me vi sozinha na frente daquela imensidão verde-azul, e eu tão pequena me sentia tão grande por ter o mar como padrinho, como meu protetor e a lua lá em cima iluminando meu caminho.
A minha alma ficou completa, me senti em paz de novo.
E é quando me deparo com essas coisas que tenho a certeza de que só estamos na vida pra ser feliz, aproveitar os minutinhos ao lado de quem gostamos, ao lado das coisas realmente importantes.
Viver é isso.
A partir de agora, serei mais feliz !

5 comentários:

Henrique Miné disse...

poxa, eu fico reflexivo quando vejo a cidade a noite, imagino se me deparasse com uma paisagem dessa.

Que bom que ela lhe fez bem, que bom meesmo! x)


beeeeeijos.

Camila. disse...

Adorei o seu blog *-*

Mariah disse...

que bonitinho o texto!
adorei :D

Inercya disse...

Que lindo! Adorei as sensações que você descreveu estando nessa lugar. :D

Carolina Hermanas disse...

Que saudade da praia *_*.Da brisa, do mar,da imensidão azul, aaaaaaaain,que liiindo *___*.Fiquei com vontade de estar numa praia.E agora? AHAHAH.

Lindo teeexto :)


beeeijinhos!