3 de maio de 2011

Dengo

Vem cá, me deixa te abraçar?
É que hoje eu senti sua falta, mais forte e dolorosa que nos outros dias.
Juro! Algo aqui dentro do meu peito doeu tanto que eu queria sair correndo por aí até te achar.
É como se eu tivesse você desde que nasci, que agora só de ficar longe um dia ou dois parece que meu mundo vai cair e eu não sei mais como agir. Não sei mais como agir quando você não está por perto. É como se a graça das coisas acabassem e eu só espere pela sua volta para colorir tudo de novo.
Vem cá, não desgruda de mim. Me deixa ser feliz sempre assim.



15 comentários:

Beatriz Amorim disse...

Muito dengo mesmo! haha
Típico casal recente apaixonado!
Muito lindinho seu post! (:

E o Caio... nos conforta. (:
Um beijo

» Cynthia Brito! disse...

Ah, e que não se desgrude nunquinha! (risos)... Que bom te receber no Flores de um Jardim! Sua visita é sempre prazerosa!

Boa quarta-feira,
beijos.

Com amor,
|Cynthia|

Everson Russo disse...

Bom demais um dengo assim,,,ganhar carinho,,,,um afago,,,obrigado pela sua visita,,,volts sempre que desejar,,,grande beijo de boa noite.

Diogo Menezes disse...

Bom demais!

Também tenho um blog de poesias, depois passa lá!

http://sincerossuspiros.blogspot.com/

Van disse...

ai que lindo esse dengo, Jéssica

Bejos de boa noite!

Renata Oliveira :D disse...

frio da vontade de mais dengo ainda, rs


abraço grande !

Priscilla disse...

Que lindo!
Adorei!
Beijos meus

Everson Russo disse...

Beijo carinhoso de bom dia pra ti querida amiga...paz,,,carinho e poesia sempre....

Marina Sena. disse...

e que o tempo não passe jamais.
é eu sei, essa é a melhor sensação do mundo...

até,
bjo, bjo, bjo...

Elania disse...

Depois vou chamar ele lá, pra ficar abraçado, não desgrudar,rs *-*

PauloSilva disse...

É eu acho que sim.

É o amor!

@febrandao disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
@febrandao disse...

Sentir falta só é bom quando podemos matá-la....

:D

Como sempre, lindo texto.

Bianka disse...

aaah deixa por faaavor :]

Gaúcho disse...

Ah, eu preciso disso tanto! A solidão está me corroendo os ossos!

Abraços!