13 de outubro de 2011

Livre

E lá estava a menina, presa, rica.
Infeliz, presa, rica
Todos a adoravam, ela não.
E deu uma de doida e escolheu a liberdade
A riqueza material se esvaiu, e agora só o tempo
Mas ela é livre, feliz, se adora
E ama, alguém, a vida, e o que faz.
Pobre? Não... 
Mais rica ainda


4 comentários:

Mayara Mader disse...

:)

Israel Marinho disse...

Muito Bom!

Isaac Abda disse...

ah! Jéssica, como é bom quando podemos expressar aquilo de nós ou dos outros... não sou desses, e admiro que o faz!

linda a sua reflexão... liberdade, bem estar bem, vida, viver a vida com o tudo e o nada que ela tem a nos oferecer!

conte sempre comigo por aqui... curto demais os seus textos!

abração!!!

Henrique Miné disse...

ja bem diz Marcelo Camelo "De que vale ser aqui, onde a vida é sonhar liberdade?"

=)