26 de abril de 2014

Coragem juvenil


A chuva está caindo com um gosto diferente. Ela sempre me trás uma saudade de coisas que só estiveram na minha mente. Já sentiu isso? Saudade de tudo que a gente sonha, pensa e escreve rabiscando em cadernos velhos, só para não esquecer quem a gente é, o que a gente quer. E eu vou lhe dizer: é muito difícil essa coisa toda de crescer. Tô aqui ouvindo umas músicas de quando eu reclamava de acordar cedo e usar aquela farda para enfrentar o colégio. Acreditem, o colégio é a MELHOR época que a gente pode passar. É quando o mundo parece tão pequeno que a gente não tem medo de nada. A maior preocupação é passar de ano. Onde encontramos os nossos melhores amigos, que não importa se hoje, 5 anos depois a gente já não se vê tanto, toda vez que estivermos reunidos a gargalhada e toda aquela magia continuará lá. As vezes sinto um vazio de toda essa minha coragem de colocar a cara no mundo. Envelhecer, digo - passar os anos, me fez ser um tanto medrosa, racional demais. Andei pensando no que um bando de pirralhos com espinha na cara fez, só porque queria mudar alguma coisa. Passava o dia todo limpando cadeiras, salas, procurando professores de música, juntando quem quisesse mudar um lugar, e conseguimos, o grupo continua por aí: Forasteiros. Por que somos tão racionais, se é a emoção, é o coração batendo forte e as mãos frias que nos fazem cometer as maiores e melhores loucuras da nossa vida? Sinto falta de ver o mar sem preocupações, agradecendo a Deus só por estar ali, com o sol quente batendo no meu rosto e a minha cabeça, como sempre, viajando por todos os cantos, me fazendo sentir mais forte. A gente se preocupa tanto com o trabalho, estudo, as vezes faz as coisas pra tentar se manter ativo nesse sistema, mas pra quê ficar esquentando cabeça e perdendo anos fazendo coisas que não te preenchem se o que te faz feliz pode ser a forma de você viver? As pessoas dizem: isso é arriscado demais. Loucura. Mas o que é certo?! Certo é fazer o que te faz feliz! Porque isso tudo aqui vai passar tão rápido que quando você se arrepender de não ter corrido atrás do que acredita, não vei ter como voltar. Não fuja de quem é, não fuja do que quer. Tape os ouvidos dessa razão social e corra atrás do que fará você a pessoa mais feliz. Chore, sorria, lute, não tenha medo. Eu desejo, do fundo do meu coração, a todos nós, a coragem e a teimosia juvenil. O problema dos adultos é terem esquecido da juventude. 

Um comentário:

Lê Fernand's disse...

cada época com seus tesouros e maravilhas. cada uma com seus momentos inesquecíveis e significados. sem dúvida... o que sei é que a passagem do tempo só nos melhora, mesmo que a inocência tenha ido há anos, ganhamos outras características ímpares como a leveza... unindo isso às boas memórias, digo que a vida pode ser muito, muito boa!

bj, jes!