22 de março de 2010

Resolvi falar de mim


Resolvi agora falar de mim
É mais fácil quando a gente olha e simplesmente descreve o que acontece à nossa frente, mas falar de coisas que nós nem mesmo compreendemos de verdade, é a coisa mais difícil a ser feita.
Eu sou meio assim, uma menina sonhadora, que tem medo de barata, e sonha que é encantada.
Acredita em príncipes e no castelo, tem medo do medo.
Dizem que sou bonita, não sei, mas não sou das mais feias.
Meus olhos me entregam, mesmo que eu tente mentir eles estarão lá alertas dizendo o que na verdade eu escondo.
Acredito nas palavras, sei das suas forças e as uso sempre que posso.
Às vezes me sinto fraca, e me pergunto se poderei mesmo conseguir.
Outras vezes me surpreendo com a minha força de simplesmente prosseguir.
Sou meio menina, meio mulher.
Sempre trago um sorriso no rosto mesmo que por dentro a dor me fira, sou completamente desastrada e é raro eu não quebrar alguma coisa ou não me melar quando estou comendo, sou meio boba e faço qualquer coisa pra ver os que amo sorrindo.
Amo cantar e nem ligo quando me olham torto na rua quando me ouvem cantar com os meus fones do ouvido.
Sou meio roots, amo tocar meu violão, amo ver o mar, amo a lua, amo escrever...
Às vezes acho que sou hippie, e tem dias que sou meio do rock in rool.
Faço malabares com bolinhas vermelhas que são mais que especiais pra mim.
Sou menina que sabe o que é amor, e por mais que o tempo passe ele estará aqui.
Sou do tipo de menina que quando tá com raiva diz que faz e acontece, que não vai perdoar, mas na hora, meias palavras me convencem e eu percebo como TODO mundo erra, e que a próxima pode ser eu.
A-M-O a minha família, mesmo que às vezes pareça que sou meio distante, mas não sei o que seria de mim sem cada um deles.
Sabe uma das coisas que eu mais queria? Voar. É, porque assim eu conheceria o mundo, usando a minha mochila nas costas, veria como tudo foi tão perfeitamente criado e me sentiria livre. Sempre quis ser como um pássaro para poder sentir a sensação de estar nas alturas, sentindo o vento tocar o seu rosto.
Sou verdadeira, e isso mesmo quando a verdade vai me custar à vida. Quando acredito nas coisas eu luto por elas, sem medo, sem pensar duas vezes.
Acho que quando “sou” sou pra valer sabe? Amiga, namorada, irmã... Qualquer que seja.
Não sei desenhar, já tentei, mas meus rabiscos não conseguem fazer uma forma normal, até as minhas letras se transformam em rabiscos mal desenhados, mas nelas eu insisto, porque escrever não é só um gosto, é uma necessidade que existe em mim, e se eu teimar eu não fazer, as palavras escorrem pela minha boca e pelos meus dedos.
Vejo estrelas que brilham mais, que caem do céu, vejo forma nas nuvens.
Fico feliz com coisas pequenas, porque sei que elas se tornam grandes.
Faço pedidos aos céus, e o mar e lua são MESMO os meus padrinhos.
Um simples chocolate já me faz voltar a ser criança, e, por favor, não olhe pra mim por muito tempo, eu sempre fico sem graça.
Não sou certa em tudo, e erro sempre.
Tento tirar da vida lições, e não importa o que aconteça ou o que me digam eu sempre serei eu.
Tudo bem que as vezes dá uma certa canseira de mim, mas eu, no fundo gosto de ser exatamente o que sou.
Não sou a melhor, nem a pior, mas de tudo faço a minha parte.
Me chamam de boba, distraída, sonhadora... Mas e daí? Se o meu mundo está colorido assim o que me importa o que os outros acharão?
Serei feliz do meu jeito e no final não me arrependerei de não ter feito.
É, sou eu.

9 comentários:

Marcelo Mayer disse...

o melhor disso é poder criar a própria fantasia e ninguém pode duvidar

Erica Ferro disse...

Gostei mais ainda de você, hehe.

E eu também corro o risco de morrer por minhas verdades.
E sou fiel a mim, mesmo que seja infiel ao resto do mundo.

Beijo, querida. ;)

nêssa a. disse...

E você tem que continuar assim do jeito que é *--*
Extremamente desastrada u_u', sonhadora e minha gêma *O*

Larissa disse...

Uma vez li uma frase que dizia: 'Amaior coragemé falarmos na primeira pessoa'. Se abrir em palavras para seus leitores é, sim, muito corajoso. Gostei mesmo!

Beijo!

ricardo disse...

Com pouquíssimo tempo que te conheci é díficil e fácil ao mesmo tempo falar de vc, complexo não ?? uhuahuahau...

Simplicidade, Pureza, bondade, espiritualidade, tranquilidade, beleza, solidariedade com o próximo tudo isso tem apenas um nome que se chama: Jéssica Trabubo ( Jelzinha ).

Parabéns Continue sempre assim...
Ps: Fui ousado de postar aqui uahuahauha....

Se cuida !!

BY: Rick Castro F2J

Henrique Miné disse...

aaaah, prazer então! =)

Marie disse...

Prazer em conhecê-la.
És uma pessoa encantadora
:D

Rafael disse...

Eu também sou o eu. Seremos o mesmo?
Bjs

sarah disse...

É tão bom falar de nós mesmos :]

isso ai, continue . as vezes é a melhor maneira de ser mais aberta mediante as coisas!