30 de março de 2010

Retrospectiva

Hoje o post vai ser em homenagem a um livro que eu escrevi quando tinha meus 13 anos, que infelizmente rasguei, mas que tenho a história dentro de mim, porque na verdade, faz parte de mim mesma. E estou procurando tempo e forças para reescrevê-lo.
Para relembrar desse meu livro 'encantado', postarei aqui agora, um poema meu, de 2008, que tem muito a ver com o livro. Na verdade era como se eu e a personagem principal fossemos a mesma pessoa e lá estava eu escrevendo por ela.
É meio gótico também... rs
É muito legal quando a gente lê coisas antigas...!

Deixa eu parar desse bla blá blá, e lá vai o poema.


Meu mundo perdido

Um ser gelado perdido pelo caminho
sua pele branca dentro de seus olhos o vazio
Á frente a estrada, onde está o meu destino?
A lua respondia e hoje sinto arrepio

O imenso mar, frio e profundo
esconde mistérios e une dois mundos
O da razão, certezas e alegrias
e aquele onde só existe fantasias

Asas perdidas, onde encontrar?
Os instintos me chamam,
preciso voar

Aquele castelo que um dia vivi
chama meu nome, não consigo fugir
Dizem não existir, mas está dentro de mim

(12/07/2008 - um dia antes de eu completar 16 anos)

E para continuar relembrando desse meu livro, aqui vai também um clipe da Evanescence, que tem por vocalista a Amy Lee! Uma das personagens do livro foi inspirada nela. E só por questão de informação, logo logo o Evanescence lançará seu novo álbum e entrará em turnê *-* Uma observação notável é que a Amy afirma que esse será o seu melhor álbum! Terá músicas um tanto que "alegres", será que ela mudará completamente o estilo da banda? Veremos! =)





Só pra não perder o costume:
Twitter ~> @jessicatrabuco
Formspring ~> www.formspring.me/jessicatrabuco

9 comentários:

тαмуℓαηє disse...

Muito lindo amiga!
Tomara que você reescrer o livro, fiquei curiosa!

Erica Ferro disse...

Menina, menina... Rasgaste o livro, por quê?
Olha, olha.

Gostei do poema. :**

Daninha disse...

Pois é Evanescence de cara nova. Vai ser um tanto estranho ver a Amy Lee cantando musicas alegres hm*
Esperar pra ver neh
aospakspok'
Beijos

Carolzinha_Hermanas. disse...

Reescreva logo esse livro e poste aqui *_*
Sabe, o poema ficou lindo e eu me encantei.Completamente! :)

-
Beeeijos <3

Natália Ferreira disse...

eu tenho um tipo de diario ( eu prefiro dizer relatos ) que eu fiz quando tinha meus 12 anso é estranho ler não parece que fui eu quem o escrevir sabe ? agente vai vendo o quanto a gente muda ; pensamentos vivencias tudo ; olha querida você pode ate rescrever mas nada sera como era antes , beijos sorte aie

Emi disse...

Minha conterrânea, que poema mais lindo!*-* Cada palavra tem o poder de tocar fundo! Adoreei, adorei mesmo!=D Pois bem, mas a pergunta que não quer calar...Por que rasgou o livro, flor?:( Seria tão lindo... Mas que bom que está reescrevendo! Nós, suas leitoras, estamos ansiosas para conferí-lo, viu?
Ah, obrigada pelo comentário lá! Volte sempre! ;)

Marcella Leal. disse...

Se tem uma coisa que eu admiro é quem consegue escrever usando função poetica, e você fez isso muito bem!
Ansiosa por ver essa história que vai sair, e seu blog é muito legal, vai pra minha lista de favoritos do lado direito do meu blog.

Beeijo Beeijo e bom feriado ;]

Agatha disse...

Coisas antigas.. lembranças.. tenho até hoje uns diários, dos poucos que sobraram da minha infância por que eu tive uma pré adolescência meio revoltada e joguei fora alguns rs
Beijos.

Rafael Ayala disse...

Poxa, que massa!
Tu já escreveu um livro?
E rasgou? Mas por qua razão mesmo?
Belos versos, tristes, mas bonitos
beijos!
=]