8 de setembro de 2009

Menina ou mulher?


As vezes me perco em pensamentos,de coisas que ainda hão de acontecer.
Sonho acordada, mal sei o que é real.
Em meio a isso me pergunto o que sou…
Serei menina? Serei mulher?
Talvez um pouco das duas, mas qual irá prevalecer?
Sou eu mesma!
Não importa como… sou eu!
Talvez meu corpo não seja mais de uma criança, mas o modo de sonhar e a inocência do olhar ainda são os mesmos de quando eu comecei a falar.
Meu mundo continua muito misterioso, e as vezes penso que queria voar!
Mas o lado mulher me diz que nem tudo é possível…
Na verdade não sou normal, e nem quero ser.
Menina ou mulher… só quero acreditar que os sonhos podem e devem ser reais.
Não importa quando ou onde…
Mas se a realidade não puder ser viver de sonhos… prefiro viver num mundo que ainda não existe.
Um mundo onde sonhar é viver… o que seria eu sem sonhos?
Não seria! Não existiria!
Muitos destes estiveram perto e hoje estão cada vez mais longe.
Mas mesmo assim, algo me diz que não devo desistir.
Menina ou mulher… quero aprender a viver, quero poder fazer o que quero, sem ter muito a pensar, sem que o meu medo prevaleça.
Quero que a lua… a minha lua nova chegue, que eu possa olhar para o céu no meio das águas e agradecer pela noite.
Nesse dia talvez me chamem mulher, mas por mais que eu tente, meu lado menina sempre prevalecerá…
Menina ou mulher?
Não sei! Sou eu!
ps: texto que diz tanto por mim quanto por muitas meninas, escrevi ele e é um dos meus favoritos.

7 comentários:

Silvia Gonçalves disse...

Oi mulher....

Tudo bem menina??

Viu.. pode me incluir nesta relação de muitas meninas.. porque sinto e vivo como vc muito bem descreveu..

O que seria de nós meninas sem os sonhos.. e o que seria de nós mulheres sem estas nossas meninas??

Bjinhos...

, emile disse...

Eu adoro isso sabe?, você não saber se é mulher pela forma fisic e as vezes pelas atitudes ou é menina pela inocencia...
Eu fiz uma música que fala disso...
"Hoje não sou mais criança e nem sou uma mulher feita só quero ter a esperança e poder lembrar os mometos que vive..."
texto lindo! nota mil. um big beijo.
(L

, emile disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Renata Bittes disse...

Também me vejo nesse dilema. Tenho certeza que os anos passam e crescemos das mais diferentes formas.
Mas uma parte menina sempre terá espaço dentro da gente.
Obrigada pela visita no meu blog.
Volte sempre =)

Juliana* disse...

Equilíbrio!
O importante é deixar fluir a essência :)

beijos

Bianca disse...

Tenho que confessar que estou oscilando entre essa menina e essa mulher. E pretendo sempre continuar assim..

Natália Corrêa disse...

Aqui vai o meu segredo: às vezes eu finjo que sou mulher, mas sei que ainda sou menina. Não qualquer menina, menina eu, assim como você é você.