4 de setembro de 2011

Comprei um iPhone, mas não foi pra mim


Setembro começou com um dia ensolarado dando a entender que o mês todo traria coisas boas. E eu cá comigo, fiquei imaginando quanto ainda faltaria juntar para comprar o meu iPhone.
Compreenda que eu ter um aparelho desses não é mera vaidade não, é necessidade. Eu, como futura jornalista que sou, e tendo o meu estágio em um site de notícia, imagino que em qualquer lugar que eu esteja pode acontecer algo que eu queria noticiar, um furo.E imagina se algo extraordinário acontecer na minha frente e eu não tiver como capturar ou gravar a imagem e mandar postar na hora no meu site? Não, não... Um iPhone é necessário para mim, porque além das funções de celular, ele me possibilita fazer o que mencionei anteriormente. Mesmo com essa necessidade e 'precisão' percebi que o aparelho iria esperar um pouco até ser minha propriedade, visto que ele não custa menos de R$ 1.500,00. É muito dinheiro para uma simples estagiária.
O segundo dia de Setembro chegou e eu, como em todos os dias, me acomodei de frente ao meu notebook e comecei o meu trabalho. Comecei a pesquisar o que estava acontecendo por aí e fazer notas sobre as coisas mais importantes. Foi aí que vi algo que me chateou profundamente. Um certo presidente da Casa de Goiás resolveu dar com dinheiro do povo, iPhones para os deputados estaduais, assessores e secretários da Assembléia Legislativa. Vê se pode? Políticos corruptos além de ganharem um salário exorbitante, estavam nos roubando também para ter iPhones. O meu dinheiro estava sendo utilizado para pagar aparelhos, que eu precisava ter e não tinha, para esses picaretas. Foi gasto R# 215 mil do bolso do povo para a compra desse mimo para os "companheiros" políticos.
O pior de toda essa situação é quando colocamos a mão na consciência e percebemos que se o circo está armado é porque nós financiamos. O nosso voto, que deveria ser a nossa força, está mais barato que banana na feira. É votando aleatoriamente, no candidato mais engraçado, ou no que "rouba, mas faz", que mantemos a vida dessa sociedade nojenta e corrupta.
Enquanto uns ganham muito para não fazer quase nada, roubam milhões e ainda tem segurança de ficar no mesmo emprego, e ganham presentinhos caros com o meu dinheiro, cá estou eu juntando uns trocados há meses para comprar um único iPhone que é necessário para realização do meu trabalho.
Mundo justo hein?

6 comentários:

HONORATO,Sandro. disse...

Nem me surprrendo mais...isso é a politica no Brasil :(

Beijos e uma otima semana

Marisa Ferreira disse...

Também não ficavas nada mal servida com um Blackberry =P

beijos*

Anônimo disse...

a camara municipal de salvador distribui blackberrys para os vereadores.

Camila Márcia disse...

#MundoInjustoDaPorra
Entendo sua revolta e entendo a revolta de todos nós Brasileiro... sou meio pessimista para casos como esses: acho que não tem mais solução para o Brasil, o Mundo.

Desmotivo-me com o egoísmo, o individualismo, roubos etc... mas vejo que é regra.
Triste, Tenso, Não faço... mas de que adianta se fazem comigo?!!!!


Bjs. Boa Semana!!!!

Gessy disse...

#MundoInjustoDaPorra
E tenha certeza de que esses iPhones irão para os filhos oficiais e bastardos desse elementos. Enquanto isso estamos aqui juntando moeda por moeda para comprar algo que pelo menos para nós terá muito mais utilidade. Isso sim é que é uma puta sacanagem, né?
Brasil!

Inercya disse...

Essa política mal resolvida desse país. Eu nem me atrevo a comentar sobre por que eu não ligo pra política. Pode parecer ignorância minha, mas parece que isso nunca vai ter jeito.
:*