10 de agosto de 2011

Cigarro, coca-cola, batata-frita e amor


E lá estávamos nós, cinco quase conhecidos,  na mesa de um bar, todos tomando sua cerveja e eu a minha coca-cola gelada com gelo e limão em um copo definitivamente estranho e grande, mas eu adorei. Batata frita na mesa e um saleiro de onde não saia sal.

Cinco vidas diferentes, cinco bagagens distintas, mas uma única e fervorosa paixão: jornalismo.
E em meio a tragadas de cigarros do carinha ao lado que parecia mais um daqueles meus personagens favoritos das minhas histórias, palavras eram jogadas na mesa e nós cinco íamos a refazendo, a recolocando no lugar e chegando em algum acordo, ou não. As vezes as nossas opiniões não batiam, mas eram respeitadas.
Falávamos de tudo, desde a má remuneração do jornalista, até o projeto de lei para proibir o patrocínio do governo a show que tenham música que "difama" a mulher, e café... muito café.
Por que quem escreve é tão louco e alucinado assim por café? Aposto que é culpa da madrugada, madrugada que nos tira da cama e nos leva aos escritos. Talvez o café dê mais ânimo, força. Coragem, talvez.
A questão é que a coisa mais mágica e louca, ao mesmo tempo, é estar com um grupo de pessoas que amem a mesma coisa, que conversem sobre a mesma coisa, que respirem a mesma coisa. 

É mágico.
Algo tão simples como a noite, pessoas quase conhecidas, batata-frita, cigarro e coca-cola, pode ser tonar tema de um conto qualquer, ou até de uma cena de filme.
Quem sabe?


ps: Hoje fazem dois anos que eu tenho o #Mpb, parabéns pra ele :)
E um MUITO OBRIGADA a todos que participaram e participam disso aqui.

Beijinho.

8 comentários:

Sandro Honorato S. disse...

Olá e ai como vai?
Belo texto ^^
Sim,eles tomaram muito café pra passar as noites em claro :)

E meus parabéns pelo niver do blog :)

Beijos e tudo de bom
......................
RIMAS DO PRETO

. disse...

Muito bom o texto.
Gostei da forma que você escreve e é bom fazermos aquilo que gostamos! Parabéns.
Estou seguindo ...

Inercya disse...

No título, tem tudo o que eu gosto haha
Incrível como uma mesa de bar, mesmo que não se tenha álcool, como no seu caso, sempre nos faz debater assuntos interessantes e corriqueiros. Adorei! (:

ah, acho que sou a única 'escritora' que não gosta de café :P

Parabéns pelo MPB. Bem jeitinho brasileiro, né? hehe
um beeeijo :***

Srta* G disse...

Parabéns pelo texto e pelo niver do blog!

:)

Emi disse...

Digo mais; as pessoas que escrevem também são mágicas, porque sensibilidade como essa igual a sua, conterrânea, não é pra todo mundo não. *-*
Parabéns pelo texto lindo e pelo aniversário do blog!
Beijos!

Gaúcho disse...

Acho que é justamente ao contrário, Jessica. Vocês recriaram, de forma inconsciente, uma cena de cinema. Barzinho, fumaça, café, etc. Parece o início do filme "Cães de Aluguel". O bom é que tudo é verdade!

Abraços,

Jeniffer Yara disse...

Coisas simples que fazem a diferença *-* Você é jornalista? Ou tá fazendo faculdade? Acho ótima essa profissão,penso em atuar no ramo,mas ainda estou em dúvida quanto á isso.Enfim,pessoas juntas com a mesma paixão,é uma coisa mágica mesmo ;)

Beijos

Suzi disse...

E virou mesmo tema de conto!