26 de agosto de 2011

#HoradeOpinar

S.U.S ( Sistema PRECÁRIO Único de Saúde)


Enquanto o dinheiro público está sendo usado em campanhas eleitorais, em viagens ao mundo todo, em manter carros de luxos, apartamentos e mansões, segurança e conforto aos políticos adoráveis e honestos que temos no nosso país, o brasileiro nem na hora de adoecer tem sossego.
Hoje, infelizmente, tive uma das piores experiências da minha vida. Fui procurar o serviço do S.U.S. E acredite, é muito difícil de suportar. A primeira e enorme barreira é o horário. O nosso serviço único de saúde é tão bem estruturado e organizado, que para poder ser atendido, você precisa acordar às 4h da manhã, para concorrer a uma das pouquíssimas fichas que ficam no balcão de exames. É mais concorrido do que um vestibular em universidade federal. E o mais bacana nisso tudo é que você vai chegar lá ás 4h30, o portão só abrirá às 6h e você só conseguirá fazer o seu simples exame de sangue às 11h30 da manhã. Você estará com sono, frio e fome por mais de 6 horas e ainda terá de aguentar o mau humor de funcionários que acham que o jaleco é como a máscara usada por Jim Carrey no filme "O Máscara": te dá poderes totais.

É um total descaso que se faz à vida humana. Idosos, deficientes e crianças, mesmo tendo atendimento prioritário ainda passam por esse transtorno. E qualquer um que esteja doente ficará mais ainda depois de uma jornada dessa.
Tudo bem que a palavra "paciente" já diz o que se deve ser estando em um hospital ou consultório, mas 6 horas é mais do que ultrapassar o limite da paciência.
O que eu não compreendo é porque o pobre, que mais se esforça em pagar suas contas e manter seu nome limpo (que é a sua única força nessa sociedade), é tão mal tratado pelos governantes, é descuidado.
É uma pena que não se cuide dos que mais necessitam no nosso país. Tenho certeza que se isso fosse feito a situação da nossa sociedade seria outra. A criminalidade e a própria corrupção diminuiria abruptamente, e quem sabe não vivêssemos em paz?
Está na hora de pararmos de tapar o sol com a peneira. Não é porque outros países não tem um sistema de saúde público que devemos ajoelhar e agradecer a Deus por termos esse. É uma maravilha sim, mas não dessa forma. Se é pra cuidar da saúde do povo, que se cuide de maneira digna e honesta. Somos seres humanos, não bichos. E acima de qualquer coisa merecemos respeito.

Não dá mais para sermos passivos diante de uma realidade tão arrasadora. As coisas só mudarão se falarmos, criticarmos, exigirmos. O dinheiro é nosso e devemos saber exatamente com o que está sendo gasto.
Mais saúde para nossa gente. Mas de forma digna.

8 comentários:

Thiago Ribeiro disse...

O Sus é uma piada nesse Brasil que vivemos. As pessoas que não têm condição de ter uma assistência particular ficam a mercê desse povo que acha que pode brincar com a vida alheia. Vergonha Brasil!

FABIO DIAS disse...

Jéssica
Muito legal colocar isso em discussão aqui no blog.
Realmente o Sus (Sistema Único de Saúde) não consegue atender a demanda com qualidade..
Não é a prioridade dos governantes!

Beijos

Fábio
www.ocabidefala.com

Isaac Abda disse...

minha querida Jéssica, pensar em mundo mais justo para todos, é uma utopia... esses absurdos revoltantes de descaso com a saúde pública e assunto recorrente e ainda vão lhe render mais posts, acredite!

óbvio que nada nos impede de torcer por uma mudança radical nessa situação tão desumana... muito pertinente o seu post.

abração!

Jeniffer Yara disse...

É preciso mais investimentos na saúde,educação e segurança pública.Todos têm consciência disso,poucos tentam fazer alguma coisa contra isso.

Beijos

D. Abreu disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
D. Abreu disse...

E o pior de tudo na nossa história, a história do Brasil, é um país que foi explorado no passado... e ainda assim nos dias de hoje pouco se mudou. E as autoridades não colaboram para a melhora do país, para a melhora da qualidade de vida dos seus habitantes, em investir bastante em educação pública, para que a nação possa progredir... O país,o estado, a cidade que é mãe para os turistas, e madrasta dos seus, como gostá-lo?

Natália Rocha disse...

Nossa, eu que o diga, Jéssica! Preciso do SUS, mas o descaso é algo assombroso. Pouco se importam que se trata de vidas, vidas que precisam de cuidado. Nossa, é uma vergonha mesmo, o povo tem o direito de ter atendimento de qualidade, pagamos pra isso. Mas nosso dinheiro está empenhado em causas e calças sujas, tudo pra alimentar a corrupção.

Esperemos e gritemos por melhoras.

um beeijo*

Van disse...

Ah Jéssica não dá! Não tem verba para a saúde, os 34,7% do PIB que representam os impostos que são arrecadados mal dá para as verbas dos gabinetes, "tão imprescindíveis", imagine um deputado ou outro cargo político qualquer sem auxílio moradia, verbas para passagens aéreas, para assessores, viagens, e até pra ternos, porque afinal o congresso precisa ser bem vestido, tá vendo? Não dá pra cuidar da saúde.

Parabéns, temos mais é que botar a boca no mundo e denunciar, protestar.

Beijos!